Camacan: Polícia Conclui inquérito do assassinato de Alex Taxista.

A Polícia Civil concluiu e enviou para comarca de Canavieiras o inquérito investigativo da morte do taxista Alex Cruz Pereira, Camacan – BA, encontrado morto na zona Rural de Canavieiras na manhã de 15 de dezembro de 2017.

Segundo a Polícia ficou comprovado que o Casal A. S. V. e I.R.S saíram de Porto Seguro e em Camacan contrataram a vítima para fazer uma corrida até a cidade de Canavieiras onde I.R.S possuía familiares. No decorrer das investigações foi constatado que o casal conhecia o taxista e agiram de forma premeditada no roubo e execução do mesmo.

Durante o trajeto o casal obrigou o motorista descer, tomaram o carro de assalto e executaram Alex com vários tiros dentro de um matagal. A dupla foi rapidamente identificada em imagens circuladas via aplicativos de mensagens das redes sociais.

Após o caso ganhar repercussão nas mídias locais os envolvidos abandonaram o veículo, produto do roubo, em Arraial da Ajuda, Distrito de Porto Seguro e evadiram para Itabatan, povoado de Mucuri, onde foram localizados e A.S.V. morreu em confronto com a Polícia, sua esposa I.R.S chegou a ser presa. Com eles foram encontrados vários pertences das vítimas a arma do crime, além de documentos falsificados de Identidade.

O casal já tinha passagens por tráfico de drogas no mesmo ano do assassinato, mas a I.R.S conseguiu ser liberada pela justiça em duas ocasiões. O setor de investigação comprovou contradições nas versões apresentadas por I.R.S. e concluiu que ela tinha pleno conhecimento e inclusive participou da execução de Alex.

Diante da conclusão e apresentação de representação policial, foi pedida prisão preventiva da esposa de A.S.V que se contra foragida desde então. A polícia pede que qualquer informação ou pista do paradeiro da acusada seja enviada para o Whatsapp (73) 9 9803-9200 assegurando sigilo absoluto.

Compartilhe