Itália luta contra incêndios florestais, enquanto enfrenta calor de 49 graus

Focos de incêndio alimentados por ventos quentes varreram o sul da Itália na última quinta-feira (12), um dia após os termômetros marcarem 48,8 Celsius. Os cientistas acreditam serem as mais altas temperaturas da história da Europa.

Incêndios florestais na Itália

Esse recorde de temperatura foi registrado perto da cidade de Siracusa, na Sicília.

“Se os números forem validados, podem se tornar a maior temperatura já registrada na Europa, superando o recorde de 48 graus, registrado medido em Atenas, em 10 de julho de 1977 “, afirmou o meteorologista Manuel Mazzoleni.

Os bombeiros relataram que realizaram mais de 500 operações para debelar o fogo, empregando cinco aviões. Eles disseram que a situação está “sob controle” na Sicília.

As temperaturas devem subir ainda mais em várias cidades italianas, incluindo a capital Roma. Essa onda de calor acontece desde a última sexta-feira (13) até os próximos dias, quando as temperaturas podem atingir as máximas.

Fonte: Reuters

Compartilhe