Mistério: Em 2020 prefeito de Canavieiras gastou quase 1 milhão com material de construção mesmo com as escolas fechadas. (Confira os documentos)

As condições precárias e lastimáveis dos prédios escolares da cidade e da zona rural de Canavieiras vem espantando a população e causando revolta nos estudantes, pais e professores locais. Colégios espandongados, deteriorados e abandonados são constantemente filmados e expostos nas redes sociais como uma forma de protesto.

A situação é estranha, visto que, somente em 2020, ano de eleição, auge da pandemia, as escolas se encontravam fechadas, sem atividade escolar presencial, mas o governo do prefeito, Clóvis Almeida (PROS), gastou a bagatela de R$ 878.834,72 (Oitocentos e setenta e oito mil, oitocentos e trinta e quatro reais e setenta e dois centavos) na aquisição de material de construção para a secretaria de educação. Veja prints do TCM:

Diante do gordo montante gasto pelo bolo doido (autointitulado), a população quer saber como, misteriosamente, as unidades seguem escangalhadas e arruinadas, carentes de reformas estruturais urgentes para garantir o mínimo de dignidade aos alunos e educadores?

Compartilhe